Artigo: Permanência e transição no planejamento e a crise hídrica na Região Metropolitana de São Paulo

O presente artigo aborda o planejamento e a gestão da água adotando como estudo de caso a Região Metropolitana de São Paulo. O fenômeno climático estudado é o da escassez de precipitação e a crise de abastecimento nos anos de 2014 e 2015. Para o estudo foi elaborado um arcabouço teórico-metodológico que embasou questões norteadoras para análise documental e entrevistas sobre os impactos desse evento no que se denomina de cultura e sistema de planejamento. Como conclusões, tem-se que eventos extremos que geram situações de risco e desastres poderiam representar uma oportunidade para alterar e repensar as formas de desenvolvimento, no entanto,
apesar de alguns avanços, a resposta às crises tem mantido o modelo de planejamento das políticas territoriais e da água, não se constituindo em uma transição para um modelo mais sustentável e capaz de reduzir vulnerabilidades.

Palavras-chave: planejamento territorial, desenvolvimento sustentável, áreas metropolitanas.

Link de acesso: https://www.eure.cl/index.php/eure/article/view/3227/1339

Autores:

Sandra Momm. Universidade Federal do abc, São Paulo, Brasil.
Luciana Travassos. Universidade Federal do abc, São Paulo, Brasil.
Paula Ramalho. Universidade Federal do abc, São Paulo, Brasil.
Silvana Zioni. Universidade Federal do abc, São Paulo, Brasil.

 

Como citar esse texto: Momm, S., Travassos, L., Ramalho, P., & Zioni, S. (2021). Permanencia y transiciones en la planificación y la crisis hídrica en la Región Metropolitana de São Paulo. Revista EURE – Revista De Estudios Urbano Regionales, 47(140). Disponível em: https://www.eure.cl/index.php/eure/article/view/3227/1339

0
Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *