Edital de Fomento

Este edital tem por objetivo dar apoio financeiro a desenvolvedoras e desenvolvedores de softwares livres. Serão contemplados até 7 (sete) projetos que se disponham a programar novas funcionalidades, ou aprimorar funcionalidades que já existem, em softwares livres culturais. Cada projeto será contemplado com R$ 39.999,00 e o tempo total para a realização de cada projeto é de 5 meses.

Softwares livres culturais

“Software livre cultural” é todo programa de computador com código aberto e que seja utilizado por artistas, gestores, produtores e demais agentes culturais na concepção, produção, criação, edição e finalização de produtos culturais. São exemplos de softwares culturais: editores de imagem, vídeo e áudio; componentes de suítes de escritório, como editores de texto, de planilhas e de apresentações; ambientes de trabalho (desktop environments); sistemas operacionais; navegadores da internet; comunicadores, tais como clientes de e-mail ou de chat; leitores e editores de documentos e livros eletrônicos; entre outros.

Comissão de seleção

A comissão de seleção é composta por:

André Filipe de Assunção e Brito
Desenvolvedor de software, graduando em Licenciatura em Computação pela Universidade de Brasília. Subcoordenador de Desenvolvimento do Projeto Lablivre, fomenta comunidades de software livre e conhecimento aberto. Entusiasta da Permacultura e das Ciências do Sistema Terra.

Bruna Moreira
Engenheira de software formada pela Universidade de Brasília. Atualmente, é professora da mesma instituição e integrante do Lappis, Laboratório de Software Livre da UnB, e colaboradora do projeto Empurrando Juntos, do Ministério dos Direitos Humanos. É PyLady de coração, com workshop de programação na Campus Party BSB, e organizadora do DjangoGirls em Brasília. Estuda gamificação e experiência de usuário. 

Ludimila Bela Cruz
Líder técnica da equipe de TI na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, apoiando as iniciativas de transparência, em especial o Pátio Digital. Estudou engenharia de software na UnB, é Pylady e desenvolvedora mobile e web. Contribuiu ao longo da graduação em projetos abertos e faz o mesmo na prefeitura. Ganhou dois hackathons que visavam aproximar o cidadão do governo e ficou em segundo lugar em um data dive organizado pelo Instituto Alan Turing em parceria com a ONS, do Reino Unido.

Murilo Bansi Machado | líder (ver: item 5.2 do edital)
Bacharel em Comunicação Social e mestre em Ciências Humanas e Sociais. Participou da promoção e do desenvolvimento de tecnologias livres no setor público. É pesquisador do Laboratório de Tecnologias Livres da UFABC e autor de livro e de artigos sobre os temas: cultura hacker, hacktivismo, sociedade do controle e software livre.

Yorik van Havre
Belga que se graduou em arquitetura pelo Institut Supérieur d'Architecture St-Luc em Bruxelas, em 1995. Membro do coletivo de arquitetos uncreated.net, já morou e trabalhou na Bélgica, no Japão, nos EUA, na África do Sul, no Mali, e mora no Brasil desde 2001. Sua experiência, adquirida em vários escritórios de arquitetura ao redor do mundo, inclui todo tipo de projetos, desde o design de mobiliário até o planejamento de cidades. Também já ocupou diversos cargos em obras, desde pedreiro até gerente. É urban sketcher, além de um dos desenvolvedores principais do projeto FreeCad, software livre de modelagem paramétrica em 3D. 

* Não poderão se candidatar parentes de até segundo grau, cônjuge ou companheiro(a) de qualquer membro(a) da Comissão de Seleção. Para consultar as demais regras, acesse o edital.

Cronograma

03/07/2018 | Publicação do edital
27/07/2018 | Prazo máximo para recebimento das inscrições
08/08/2018 | Prazo máximo para publicação dos vencedores e/ou vencedoras
17/08/2018 | Prazo máximo para julgamento dos recursos
20/08/2018 | Início dos trabalhos
17/01/2019 | Fim dos trabalhos

Download

Para acessar o edital, clique aqui.

Contato

Dúvidas ou questionamentos poderão ser enviados para comissaodeselecao[arroba]lablivre.wiki.br. Solicitamos que, antes de enviar sua dúvida, leia atentamente o edital.